Tenha um Natal sem perigos

Nesta época do ano as famílias enfeitam as suas casas, mas quando temos animais há alguns enfeites natalícios que podem ser perigosos. O excesso de petiscos também pode representar outro perigo!

Os enfeites de Natal são uma atração quase irresistível para cães e gatos. Para que todos possam desfrutar e passar esta época em segurança damos alguns conselhos. O primeiro é que deixe o seu animal num lugar seguro sempre que sai de casa para evitar surpresas no regresso.

Árvore de Natal

Os cães veem a árvore de Natal como um brinquedo que foi trazido exclusivamente para sua diversão. As árvores de Natal são um convite a saltar, trepar ou brincar com os enfeites. O mais seguro é escolher uma com uma base estável e prende-la à parede.

Não use decorações que possam partir-se se caírem ao chão, como bolas de plástico ou de vidro, pois os pedaços cortantes podem ser ingeridos e causar perfurações intestinais graves. Opte por bolas de tecido ou corda, são menos perigosas.

Se colocar luzes na árvore, não deixe os cabos ao alcance do seu animal. Os cachorros podem mastigar os cabos de energia, estando sujeitos a um choque elétrico. As grinaldas de luzes também podem provocar asfixia se os animais se enrolarem nelas.

Presentes na árvore de Natal

É necessária uma particular atenção com os presentes que são colocados debaixo da árvore de Natal.

Geralmente têm fitas de embrulho que são muito atrativas para o seu animal e cuja ingestão pode provocar obstruções intestinais graves.

Tenha, igualmente, um especial cuidado com presentes frágeis, que possam partir-se facilmente, e com os embrulhos mais especiais: é muito provável que o seu animal vá brincar com eles.

Outras decorações

Na época natalícia é muito frequente a decoração de toda a casa com velas, embora estas possam representar um perigo para o seu animal de estimação. Coloque-as em locais pouco acessíveis e não as deixe acesas sem estar por perto: podem ser um perigo tanto para o animal como para todos os membros da família (risco de incêndio!).

As figuras do Presépio devem estar fora do alcance dos animais, pois há algumas suficientemente pequenas para serem engolidas e provocarem problemas.

Flores natalícias

As típicas plantas de Natal como o visco, o azevinho ou a Poinsettia (também chamada de Estrelícia do Natal, Flor do Natal ou Estrela de Natal) são tóxicas para os animais. Devem estar inacessíveis a estes.

Os sintomas de intoxicação incluem dores abdominais, vómito, diarreia, apatia, tremores musculares, falta de coordenação e febre. Se suspeitar de envenenamento, contacte imediatamente o seu médico veterinário.

Alimentos perigosos

Durante esta época festiva é habitual existir muita comida em casa. O seu animal pode roubar alimentos que lhe são prejudiciais!

É necessário ter cuidado para que ele não ingira alimentos que possam provocar alterações gastrointestinais graves, nomeadamente, doces típicos do Natal, carne ou até mesmo os ossos do peru que ficam em cima da bancada da cozinha.

Chocolate, não!

O chocolate está entre as guloseimas favoritas das crianças e dos adultos, sobretudo na época natalícia. Também é comum o seu consumo pelos cães, quer oferecido pelo dono ou roubado.

O chocolate apresenta na sua constituição a teobromina, uma substância tóxica para os cães. Quanto mais escuro, puro e concentrado for o chocolate, maior é o risco de intoxicação.

Se suspeitar que o seu cão pode ter comido chocolate, o melhor é não correr riscos e levar o cão imediatamente ao médico veterinário, pois é uma urgência e a rapidez é vital nestes casos.

Desejamos a todos, cães e donos, um Feliz Natal!

Partilhar
EnglishFrenchPortugueseSpanish