O Fox Terrier de pelo cerdoso como cão de caça

Apesar de ser um cão muito polivalente dotado de um excelente e equilibrado carácter, o Fox Terrier de pelo cerdoso adapta-se bem tanto como animal de companhia, como cão de caça.

A seleção do Fox Terrier de pelo cerdoso, desde meados do século XVIII (o primeiro registo oficial da raça foi emitido em 1860), sempre se concentrou nas suas excelentes qualidades de caça, especialmente à raposa, daí a origem do seu nome.

Com o passar dos anos, a sua seleção foi sendo cada vez mais direcionada para a morfologia seguindo o seu estalão. Em complemento a esse estalão morfológico existente para qualquer raça de cães de trabalho deverá existir um estalão de trabalho que descreve pormenorizadamente a forma como deve ser executada a sua função.

Para quem, como nós, procura criar e selecionar devidamente, nunca devemos descartar a sua funcionalidade, porque é fundamental em qualquer raça, pois entre muitas coisas, ajuda a fazer o despiste de fragilidades físicas e psíquicas dos exemplares.

É importante que a funcionalidade e esse padrão morfológico se potenciem em vez de se anularem.

O adequado tamanho e fortes mandíbulas do Fox Terrier permite-lhe caçar debaixo da terra ou “sous terre”, termo designado em francês para este tipo de caça.

Enquanto a sua amplitude de andamentos permite-lhe desenvolver funções no tipo de caça de salto a diversas espécies cinegéticas.

Na caça de salto utiliza o seu apurado olfacto e visão, a sua persistência na busca para descobrir e desalojar raposas e javalis, na vertente da caça de baixo de terra o seu carácter guerreiro, a sua coragem a fazer jus ao seu nariz e uma boa voz é importante para que possa indicar ao caçador qual a sua correta localização.

Em jeito de conclusão, resta reforçar que todo e qualquer que seja o exemplar de raça deverá estar o mais próximo quanto possível do estalão de morfologia, o que lhe permite melhor desempenho funcional, porque o padrão morfológico foi estudado para o melhor desempenho da função.

Por: Ana Ribeiro & João Pinto Ângelo do Afixo “Wire Ground”

Bibliografia consultada:
– Ribeiro, Ana, Pinto Ângelo, João, in Revista Cães & cia., janeiro 2018
– Rossignol, C. in “Le Chasseur de Sanglier” Magazine, 2019
– Gino Pugnetti in ” Chiens du monde”, 1980

Clique AQUI para ir para a página da raça Fox Terrier de pelo cerdoso.

EnglishFrenchPortugueseSpanish