Protocolo entre CPC e UTAD pretende fazer o diagnóstico precoce da Displasia da Anca

O Clube Português de Canicultura (CPC) e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) estabeleceram um protocolo relacionado com o diagnóstico precoce da Displasia da Anca.

No sentido de permitir a realização de exames radiográficos de forma gratuita no Hospital Veterinário da UTAD para as raças Portuguesas e a um preço muito reduzido para as outras raças, com registo no CPC, durante um ano, até junho de 2023.

Estão dois projetos em funcionamento no Hospital Veterinário da UTAD, o Dys4Vet e o TraDACa relacionados com o diagnóstico precoce da Displasia da Anca no cão (a partir dos 4 meses de idade) através da avaliação da lassitude articular realizada numa radiografia de stress (com o uso de um distrator da anca).

No sentido de conseguir uma melhor execução destes projetos e com o objetivo adicional de divulgar esta forma de diagnóstico da Displasia da Anca em Portugal.

Este serviço também inclui a elaboração de um relatório radiográfico que será entregue ao proprietário do animal e ao CPC, se solicitado pelo proprietário.

Os exames radiográficos serão realizados com o distractor da Anca DisUTAD.

Também há a possibilidade de realizar estes exames radiográficos em outros Hospitais Veterinários, cerca de 20 locais, mas nestes locais os custos do serviços Médico-veterinários obedecem ao preçário do local, disponibilizando a UTAD um relatório gratuito desde que solicitado.

Consulte aqui: DisUTAD -Lista de Hospitais Veterinários

Para qualquer esclarecimento ou marcação usar o email: mginja@utad.pt

EnglishFrenchPortugueseSpanish