PSP resgata cão em Odivelas por apresentar sinais evidentes de desnutrição

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão Policial de Loures, efetuou o resgate de um cão de uma residência em Odivelas, por maus-tratos e más condições de higiene do local.

O resgate teve lugar no dia 19 de julho, com base numa denúncia efetuada por um cidadão, ao Serviço de Veterinária Municipal de Odivelas.

Em comunicado, a PSP explica que após deslocação ao local, com equipa do Serviço de Veterinária Municipal de Odivelas, foi possível visualizar “um canídeo de porte médio, de raça indeterminada, do sexo masculino, coloração preta e castanha”.

Na inspeção visual verificou-se que “o canídeo se encontrava num estado avançado de subnutrição, sem acesso a alimento e água, o que foi deveras preocupante devido às elevadas temperaturas que se faziam sentir”.

No local havia “um abrigo (casota) e algumas zonas de sombra, nomeadamente um telheiro, contudo, o mesmo encontrava-se bastante conspurcado e um cheiro nauseabundo proveniente de uma lixeira ali existente”.

No dia da ação “não foi possível contactar o tutor do canídeo porque este não se encontrava na sua residência e não respondeu às várias tentativas de contacto telefónico efetuadas”.

O cão foi resgatado por apresentar “sinais evidentes de desnutrição e foi transportado para o CORACO – Centro Oficial de Recolha Animal do Concelho de Odivelas”.

Foi comprovado que o canídeo em questão não apresentava microchip.

Após realização de consulta médico-veterinária verificou-se que “o animal apresentava uma condição corporal muito preocupante, com as costelas, vértebras lombares, ossos pélvicos e todas as proeminências ósseas visíveis à distância, bem como, a ausência de gordura corporal percetível e perda de massa muscular evidente”.

Foram prestados os cuidados básicos de sobrevivência (alimentação e água) aos quais “o canídeo reagiu, com sofreguidão, demonstrando que havia estado privado desses bens essenciais ao seu bem-estar e sobrevivência, durante bastante tempo”.

O tutor do canídeo irá ser notificado pela Polícia de Segurança Pública de Odivelas para instauração do respetivo processo crime.

EnglishFrenchPortugueseSpanish