Resgate de 16 cães de raça potencialmente perigosa

Após uma denúncia de crime de maus-tratos a animais de companhia, no concelho de Santo Tirso, a GNR resgatou 18 cães, 16 dos quais de raça potencialmente perigosa, tendo sido identificados um homem e duas mulheres.

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Santo Tirso, no dia 30 de maio, resgatou 18 animais de companhia por maus-tratos, no concelho de Santo Tirso.

De acordo com o comunicado, “os elementos do NPA resgataram 18 animais de companhia, 16 dos quais de raça potencialmente perigosa”.

No decorrer da ação, os animais foram registados no Sistema de Animais de Companhia (SIAC), pela Autoridade Veterinária Municipal, e entregues no Centro de Recolha Oficial (CRO) de Santo Tirso.

No seguimento das diligências policiais, foram identificados um homem e duas mulheres, com idades compreendidas entre os 23 e os 42 anos, e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Santo Tirso.

A ação contou com o apoio da Autoridade Veterinária Municipal de Santo Tirso.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção ambiental e dos animais.

Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

EnglishFrenchPortugueseSpanish