1 em cada 300 cães tem Diabetes mellitus

Assinalou-se no dia 14 de novembro o Dia Mundial da Diabetes. É importante sensibilizar as famílias com animais de companhia para a importância da deteção precoce desta doença, que também afeta os cães e os gatos e não apenas o Homem.

Estima-se que 1 em cada 300 cães desenvolva Diabetes mellitus, enquanto que nos gatos a proporção é de 1 em cada 200. Este tipo de Diabetes significa que existe défice da insulina disponível no organismo.

O que é a Diabetes mellitus?
É uma doença endócrina que pode afetar cães, gatos e também as pessoas. Esta doença ocorre quando o pâncreas não é capaz de produzir insulina suficiente ou quando existe alguma resistência à ação da insulina.

Sinais de alerta nos cães:
» Beber muita água;
» Urinar com muita frequência;
» Aumento do apetite;
» Perda de peso.

Os cães podem, ainda, desenvolver visão turva, e, os gatos, apresentar fraqueza nas patas traseiras.

Fatores de risco
É, igualmente, necessário ter em consideração que existem alguns fatores de risco que podem afetar o nosso animal de companhia que sofre de Diabetes, como a idade, o excesso de peso, a genética, a raça, o consumo de determinados medicamentos ou sofrer de outras doenças. Caso o animal de companhia tenha algum destes fatores de risco, é importante consultar um Médico Veterinário para um diagnóstico precoce.

Diagnóstico
Para os Médicos Veterinários, é simples diagnosticar esta doença que acontece quando o pâncreas não produz insulina suficiente ou quando existe alguma resistência à ação da insulina. É importante detetar a doença atempadamente para evitar problemas futuros e adotar o tratamento mais adequado.

Tratamento
Uma vez diagnosticada a doença, o Médico Veterinário indicará a solução que mais se adequa a cada caso. O tratamento com insulina é a base de um tratamento bem-sucedido, mas uma dieta adequada e um estilo de vida equilibrado também são importantes para os animais poderem recuperar a sua qualidade de vida.
Em geral, o prognóstico é bom, desde que o diagnóstico seja feito precocemente e o tratamento seja adequado.

Por: MSD Animal Health

EnglishFrenchPortugueseSpanish