Sousel | Inauguração do novo Centro de Recolha Oficial de Animais

O Centro de Recolha Oficial (CRO) de Animais de Sousel, localizado na vila de Cano, foi inaugurado no dia 9 de outubro, na presença do Secretário de Estado Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Dr. Carlos Miguel.

Manuel Valério, presidente da Câmara Municipal, recordou no seu discurso que “inicialmente, pensou-se em construir neste espaço um canil intermunicipal, mas nunca foi possível. Em boa hora, e devido à nova legislação, o governo abriu-nos a possibilidade de podermos apresentar uma candidatura para um canil municipal. Foi com o então Secretário de Estado das Autarquias Locais, hoje Secretário de Estado Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Dr. Carlos Miguel, que está hoje aqui presente, que assinámos um protocolo que permitiu a aprovação dessa mesma candidatura”, salientou o autarca.

Após a aprovação desta candidatura, “foi com muito orgulho que registámos que, entre as mais de setenta candidaturas apresentadas, o nosso projeto ficou classificado em 5.º lugar, sendo esta uma obra digna para o nosso concelho. Uma obra digna, mas com um esforço financeiro muito significativo para o município. O governo apoiou-nos com um teto máximo de 50 mil euros, contudo a obra ascendeu aos 150 mil”, disse o presidente da Câmara Municipal.

Manuel Valério, aproveitou para agradecer a todas as entidades parceiras neste projeto, aos funcionários da Câmara Municipal de Sousel, e à Associação Eco-Animal, que “aceitou o desafio” que lhes foi feito para poder vir a gerir este espaço. “Cabe ao poder local criar condições, mas cabe ao associativismo desenvolver esse mesmo trabalho”, disse o presidente da Câmara Municipal, que terminou lançando um repto à associação.

“Este pequeno canil que hoje aqui inauguramos, se a pouco e pouco o forem recuperando e criando condições para acolher os animais, podem tornar este espaço num “dog hotel”, de forma a que a associação possa ter as suas próprias receitas, para que possa ser mais autossustentável. Contudo, podem sempre contar com a colaboração da Câmara Municipal”, recordou.

Gaspar Valejo, presidente da Associação Eco-Animal, aceitou o desafio lançado pelo presidente da Câmara Municipal, e agradeceu a confiança depositada pela autarquia à Associação Eco-Animal na cedência deste espaço.

“A porta da nossa casa está sempre aberta… independentemente de quem vier. Qualquer membro da Associação irá esclarecer a população que aqui se deslocar, tirar todas as dúvidas que possam existir… pois é assim que iremos proceder. A confiança, a humildade e a seriedade são os pilares da nossa associação”, salientou Gaspar Valejo, presidente da Associação Eco-Animal.

“É com muito prazer que aqui estou a partilhar este tempo convosco, e permitam-me dizer-vos que me recordo do dia em que assinámos o protocolo que permitiu hoje esta inauguração”, disse o Secretário de Estado Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Dr. Carlos Miguel.

“Este é um equipamento importantíssimo para o concelho de Sousel. É daquele tipo de equipamentos que serve o território e serve as pessoas. O governo anterior, em 2018, decidiu realizar um pequeno programa para construção de Centros de Recolha Oficial, vulgos canis, tendo disponibilizado cerca de um milhão de euros e conseguiu-se com isso, aprovar dezassete candidaturas, entre as quais a candidatura da Câmara Municipal de Sousel”, recordou o secretário de estado.

“Este milhão de euros que o governo disponibilizou, atinge quatro milhões em obras realizadas pelas autarquias, ou seja, o passo dado pelos municípios foi, e é, muito superior àquilo que foi o passo dado pelo governo”, salientou.

O Secretário de Estado Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Dr. Carlos Miguel, terminou o seu discurso enaltecendo a obra realizada pela Câmara Municipal, recordando que “Sousel fica a ganhar com este novo espaço”.

Após os discursos, foi descerrada uma placa evocativa do ato, seguindo-se uma visita às instalações deste novo Centro de Recolha Oficial de Animais, que conta com treze canis, dois gatis, uma cela para outros animais, uma receção, celas de isolamento, arrecadações, uma sala de equipamentos e outros utensílios, um armazém de rações, uma sala de tratamento e/ou esterilização, zona de banhos e uma instalação sanitária.