Tem um Barbado da Terceira? Participe neste estudo

A Faculdade de Medicina de Veterinária da Universidade de Lisboa está a iniciar um estudo com o objetivo de determinar a incidência da Doença de Addison no Barbado da Terceira.

A Doença de Addison, ou hipoadrenocorticismo, é a incapacidade de produção de hormonas pelas glândulas adrenais. Entre outros efeitos, afecta significativamente a resposta dos cães ao stress. Os seus sintomas são muito genéricos, pelo que o seu diagnóstico é difícil e facilmente confundível com outros problemas. No entanto, pode pôr seriamente em risco a vida do cão.

Apesar de não se conhecer a sua base genética, sabe-se que existe em raças aparentadas ao Barbado da Terceira – como o Caniche, o Bearded Collie e o Cão de Água Português. E foi já detectada no Barbado da Terceira!

Como tal, a Faculdade solicita a todos os proprietários de cães Barbado da Terceira – com idade compreendida entre os 2 e os 10 anos – que colaborem neste estudo que pode ajudar a salvar a vida de alguns cães.

Numa primeira fase, apenas é necessária uma amostra de sangue, para perceber os níveis de cortisol basal nos Barbados da Terceira e descobrir se são predispostos para a Doença de Addison.

Para mais informações e saber como participar, contacte os responsáveis pelo projecto:
» Prof. Rodolfo Leal – rleal@fmv.ulisboa.pt
» Marta Dinis – marta.dinis.97@hotmail.com

EnglishFrenchPortugueseSpanish