CÃO DE GADO TRANSMONTANO

A origem desta raça une-se à história de todos os mastins ibéricos e a sua evolução está ligada às deslocações dos rebanhos da região para as regiões adjacentes. Companheiro do pastor com funções específicas de guarda contra o ataque do lobo, desde sempre comum na zona.

Em épocas remotas, este cão fixou-se nas regiões altas de Portugal, nomeadamente, em Trás-os-Montes. Nesta região montanhosa, que se caracteriza por campos íngremes de pastos e de difícil acesso rodoviário, esta raça adaptou-se às condições da região e ao tipo de gado ovino e caprino que, tradicionalmente tem pastagem nestas áreas, evoluindo, até se fixar morfologicamente, em perfeita harmonia com as condições e o tipo de trabalho que lhe foi solicitado.

Cão molossóide de grande tamanho, forte e rústico que se evidencia pelo seu aspecto imponente, porte altivo e olhar sereno. Tem o perfil lateral quadrado, com membros altos, de ossatura forte, naturalmente direitos e bem aprumados, ventre ligeiramente arregaçado e angulações posteriores moderadas. Existe nesta raça dimorfismo evidente, atingindo os machos altura e corpulência nitidamente superiores às das fêmeas.

Não obstante a sua corpulência é um cão de temperamento dócil, mas reservado. É cauteloso sem ser agressivo, sempre calmo e com olhar sereno. É um excepcional vigia na sua função de guarda de rebanhos contra o ataque dos lobos, sempre atento nas suas funções de protecção.

Vive e convive com outros machos sem conflito, onde existem fêmeas em idade de reprodução, impondo a hierarquia da dominância quando habita em conjunto e é natural vê-los juntos em número superior às fêmeas no acompanhamento do rebanho, que nunca é feito por um só cão.

Confrontado com o contacto humano de estranhos e ultrapassada a reserva inicial, deixa-se manusear sem problemas e é muito sensível a bons tratos e atenções.

Fonte: Clube Português de Canicultura
Pode consultar o estalão completo da raça AQUI.

Cão de Gado Transmontano reconhecido pela FCI

A raça portuguesa Cão de Gado Transmontano foi reconhecida a título provisório pela Federação Cinológica Internacional (FCI), que já disponibilizou o estalão oficial.

Clique AQUI para ler o artigo completo

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE